• Conheça os pontos turísticos de Paulista

Programa de acesso ao ensino superior é lançado em Pernambuco

PE no Campus/ Foto: Anamaria Nascimento- Diário de Pernambuco

 

Via Diário de Pernambuco

Os alunos da rede estadual de ensino terão, a partir de agora, um incentivo financeiro para cursar o ensino superior em instituições públicas dentro e fora do estado. O Programa PE no Campus foi lançado, na tarde desta segunda-feira, com o objetivo de oferecer bolsas para estudantes de baixa renda conseguirem se concentrar nos estudos e entrar nas universidades públicas do país. A política começa a valer neste ano para quem vai fazer o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e o Vestibular Seriado da UPE. Os mil melhores colocados vão receber o benefício.

De acordo com o Governo de Pernambuco, o programa tem duas linhas de atuação: mobilização e apoio para participação dos estudantes nos exames; e apoio financeiro para estudantes de baixa renda no ensino superior. Para isso, serão oferecidas mil bolsas nos dois primeiros anos da graduação. No primeiro e segundo período, os estudantes vão receber R$ 950 ao mês e, no terceiro e quarto, R$ 400. “Nós fizemos levantamentos e verificamos que menos de 50% dos nossos alunos da rede pública estadual se inscrevem no Enem e no Seriado da UPE por falta da condição de se manter nos dois primeiros anos do início do curso universitário. O programa quer dar oportunidade para esses alunos de baixa renda”, destacou o governador Paulo Câmara.

A seleção será feita pela nota do Enem e do Sistema Seriado de Avaliação. Os melhores classificados terão bolsa nos dois primeiros anos de universidade para auxiliar na manutenção dos estudos. “Queremos uma maior prenseça dos alunos de escola pública estadual nas universidades de todo o país. A partir do segundo ano, fica mais fácil. Aparecem outras bolsas, iniciação científica e estágios. O programa já vai começar a valer neste ano. Serão mil bolsas a cada ano até termos 100% dos nossos alunos da rede se matriculando nas universidades”, complementou.

Os pré-requisitos para ser beneficiado com a bolsa do programa são: ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública da rede estadual de educação; ter concluído o Ensino Médio há não mais que cinco anos; ter renda familiar inferior a dois salários mínimos ou ser atendido pelo Bolsa Família; ter domicílio em cidade distante mais de 50 quilômetros da universidade. Somente no primeiro ano, serão investidos R$ 12 milhões do Governo de Pernambuco no programa. A partir do segundo ano, com a manutenção dos primeiros beneficiados e os novatos, serão R$ 16 milhões. 

“O foco é dar oportunidade para estudantes que passaram na universidade pública e não têm como se manter. Temos muitos estudantes talentosos, especialmente os do interior. Muitos deixam de estudar, pois não têm como mudar de cidade, pagar aluguel, se manter. Existem outras políticas do Governo Federal para quem vai para universidades particulares, o PE no Campus é para a rede pública”, esclareceu o secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amâncio.

Deixe uma resposta