Polícia faz reconstituição de assassinato de arquiteta de 74 anos em Olinda

 

Foto: Polícia Civil

Via G1 Pernambuco

Polícia Civil realizou nesta terça-feira (10) a reconstituição do assassinato da arquiteta Maria Alice Soares dos Anjos, de 74 anos, encontrada morta em casa, no Sítio Histórico de Olinda. “Baixinha”, como era conhecida, morreu no dia 13 de maio, assassinada por seu jardineiro, Renato José da Silva, que confessou o crime e disse tê-lo praticado por medo que a vítima denunciasse furtos que ele praticava contra ela.

A reprodução simulada do crime foi realizada na Rua Treze de Maio. De acordo com a polícia, o objetivo da reconstituição, que foi acompanhada por dois advogados do suspeito, é esclarecer alguns pontos da dinâmica do crime para, eventualmente, enquadar Renato em mais crimes contra Maria Alice, que era uma das fundadoras do bloco carnavalesco “Eu acho é pouco”.

Renato, de 28 anos, afirmou aos policiais que a vítima teria medido forças com ele, por ter resistido à agressão no momento do assassinato. Renato também confessou ter utilizado, sem autorização, o carro da vítima e ter subtraído seus bens inúmeras vezes, para custear dívidas pelo consumo de drogas.

De acordo com a delegada responsável pelo inquérito policial, a reprodução simulada é realizada principalmente para “rechaçar” a possibilidade de uma terceira pessoa ter participado do crime.

preventiva”,disse.

 

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.