• Conheça os pontos turísticos de Paulista

No dia do aniversário, Santa sente cansaço no 2° tempo e cede empate ao Salgueiro

Foto: Superesportes
Via Superesportes
 
No dia do aniversário de 104 anos do Santa Cruz, a torcida tricolor teve que se contentar com um empate em 1 a 1, fora de casa, diante do Salgueiro. Pressionado após a eliminação na Copa do Brasil, o time de Júnior Rocha até conseguiu mostrar domínio de jogo em alguns momentos da partida, mas esbarrou nos mesmos erros de criação ofensiva e sofreu ainda mais no Sertão com o desgaste físico após a maratona de jogos. Passando sufoco no fim da partida, o empate acabou saindo de bom tamanho, graças ao reflexo de Tiago Machowski.
 

O jogo

Precisando do resultado, o Santa Cruz começou o jogo tentando imprimir uma marcação alta, pressionando a saída de bola do Salgueiro, mas esbarrou nos mesmos problemas de criação apresentados nos jogos anteriores, quando tinha a posse de bola.
 
Após os dez primeiros minutos, a pressão coral diminuiu e os donos da casa tomaram o controle do jogo. A melhor jogada do Carcará veio dos pés de Willian Anicete, que recebeu um ótimo cruzamento na área, limpou dois marcadores e acertou a trave de Tiago Machowski. Por capricho, a bola não entrou. Os ataques seguiram, sobretudo nas costas do lateral Ítalo, Luís Eduardo também teve uma boa chance, mas o goleiro coral mostrou um bom reflexo na defesa.
 
Pressionado e vendo o revés cada vez mais perto, o Santa resolveu reagir. Para superar os erros de passes na armação, a saída encontrada foi a partir de ligações diretas da defesa para o ataque e em bolas paradas. E a estratégia fez inverter o controle da partida. Jorginho deu bastante trabalho em uma falta cobrada da intermediária os 26 minutos, e Jeremias, após cruzamento de Robinho, escorou para o gol aos 35. A bola chegou a cruzar a linha antes do Mondragon fazer a defesa, mas a arbitragem não assinalou o tento.
 
Insistindo na receita, enfim o Tricolor foi recompensado aos 41 minutos. Em novo cruzamento, a bola dividida sobrou para Augusto Silva apenas completar para o gol. Bola na rede, dessa vez sem dúvidas, e vantagem coral.

Deixe uma resposta