AEROPORTO PARA POVO: Passageiro deseja que o Aeroporto funcione e não saber quem é seu dono

AEROPORTO DO RECIFE

Coluna Fogo Cruzado – 12 de março de 2019 

Caso não haja decisão judicial de última hora, o Aeroporto Internacional dos Guararapes será levado a leilão na próxima sexta-feira (15) na Bolsa de Valores de São Paulo. Ele está inserido no “Bloco Nordeste” que compreende também os aeroportos de Maceió, João Pessoa, Campina Grande, Aracaju e Juazeiro do Norte (CE). O deputado e ex-secretário estadual do Turismo, Felipe Carreras, já foi à Justiça duas vezes, e perdeu a batalha, contra o modelo usado pelo governo federal para se desfazer do Aeroporto do Recife, que é um dos melhores do Brasil. Ele afirma que os aeroportos de Salvador e Fortaleza foram a leilão, isoladamente, e o resultado financeiro foi satisfatório. Pela concessão de 30 dias, o de Fortaleza receberá R$ 1,4 bilhão em investimentos e o de Salvador R$ 2,8 bilhões, dinheiro que o do Recife provavelmente não verá se for leiloado em bloco porque o vencedor do certame terá que bancar também o prejuízo dos demais, notadamente o de Campina Grande e o de Juazeiro. Isso pode até ser verdadeiro, o que legitima a luta do deputado pernambucano, porém em tempos de globalização o que os usuários (passageiros) querem é que o Aeroporto funcione bem, como funciona o de Brasília, por exemplo, privatizado no período da Copa do Mundo. E não saber se ele é público ou privado. Ou seja, se continuará sendo gerido pela Infraero ou se por um consórcio privado, ainda que não seja brasileiro. 

FONTE: INALDO SAMPAIO 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.