• Conheça os pontos turísticos de Paulista

Santa empata com o Central e segue sem vencer no Pernambucano

Foto: LeiaJá

Vencer. Só isso interessava ao Santa Cruz diante do Central no Arruda. Na noite desta quinta-feira (25), o Tricolor entrou em campo pela quarta vez na temporada com a missão de somar os primeiros três pontos na temporada. Lanterna do Campeonato Pernambucano, o time de Júnior Rocha tinha um posicionamento diferente. E a esperança de uma atuação melhor do que foi contra o América. O problema é que a força de vontade acabou junto com o primeiro tempo. Muito mal na segunda etapa, o time pode comemorar ter segurado um empate em 1×1.

Arthur coloca o Santa na frente

A melhora maneira de mostrar tal vontade era abrir o placar cedo. Bastaram dois minutos para surgir uma boa oportunidade. Arthur Rezende pôde cobrar falta central em gol e quase vence o goleiro Murilo, que se esticou todo para espalmar. O sinal de que seria uma noite de muito trabalho para o arqueiro veio aos sete minutos. Em uma boa tabela com Jeremias, Vinícius soltou uma bomba de perna esquerda, explodindo o travessão alvinegro. Não demorou para a pressão render o primeiro gol da partida.

Na segunda chance de cobrar falta centralizada, Arthur até pegou pior, mas o desvio na barreira enganou Murilo que, no chão, só acompanhou a bola morrer no canto direito; 1×0. O placar inaugurado tirou a Patativa da estratégia de aguardar uma chance para contra-atacar. Era preciso sair e tentar o empate. De primeira, os chutes de fora da área pareciam as melhores ideias, porém, faltando pontaria para Leandro Costa e Douglas Carioca. Com o passar do tempo, o jogo perdeu ritmo, principalmente quando a bola ficava em posse do Santa.

Crescendo na reta final, o Central criou duas boas chances. Aos 40, em falha de Jeremias que Leandro Costa parou em Tiago. Menos de um minuto depois, a bola parada desviou na zaga e obrigou o arqueiro coral à mostrar que os reflexos estão em dia. Foram as melhores chances da equipe visitante. Placar mantido para o intervalo de jogo no Arruda.

Central reage e aproveita apatia coral

Precisando da reação, a Patativa quase deixou tudo igual aos três minutos no recomeço de jogo. Júnior Lemos recebeu na área, limpou Arthur e bateu forte, no meio do gol. Tiago teve que se virar para espalmar, evitando o empate. A resposta coral veio em mais uma cobrança de falta de Arthur, que mandou rente ao travessão. Pouco depois, o goleiro tricolor precisou aparecer mais uma vez em jogada pela direita que Douglas Carioca cabeceou quase na pequena área. O rebote não foi aproveitado por Lucas Silva que mandou longe da meta.

Seguia a pressão alvinegra que quase resultou em gol aos 13 minutos. Leandro Costa recebeu lançamento pela direita e cruzou da linha de fundo. Luizão pulou mais alto que a zaga, entretanto conseguiu tirar da direção do gol. Demorou, mas saiu. Perto dos 20, no contra-ataque rápido, Lucas Silva recebeu pela direita, encostou na área e bateu no canto esquerdo. Dessa vez, Tiago não alcançou; 1×1. Mesmo tendo empatado, o Central não se contentou e ficou perto da virada. Leandro Costa carregou pela esquerda e foi cortando para o meio sem marcação, até bater colocado. O goleiro coral se esticou todo para mandar em escanteio.

Na cobrança fechada, mais uma vez o arqueiro foi quem brilhou pelo Santa. Em meio à dificuldade para a Cobra Coral criar lances de ataque, o alvinegro tocava bola no ataque, como se precisasse mais de uma vitória do que os anfitriões. O que só irritava a já impaciente torcida tricolor. Os minutos finais seriam de puro abafa, na intenção de encontrar um gol quando o time menos merecia. Ainda houve mais uma chance com Leandro Cossta para a Patativa, mas o placar já estava decretado. O empate tirou o Santa da lanterna, mas também levou junto a paciência do torcedor. Sob vaias, o time saiu de campo ainda sem vencer na temporada.

FICHA DE JOGO

Campeonato Pernambucano – 3ª rodada

Local: Estádio do Arruda

Santa Cruz: Tiago Machowski; Vítor, Genílson, Renato Silveira e Paulo Henrique; João Ananias (Anderson), Jorginho (Lucas Gomes) e Arthur Rezende; Robinho, Jeremias (Williams Luz) e Vinícius. Técnico: Júnior Rocha.

Central: Murilo; Dudu Gago, Danilo Quipapá, Vitão e Charles (Issa); Eduardo Erê, Douglas Carioca, Graxa (Lucas Silva) e Júnior Lemos (Idevan); Luizão e Lenadro Costa. Técnico: Mauro Fernandes.

Arbitragem: Gleydson Ferreira Leite

Assistentes: Cleberson Nascimento Leite / Elan Vieira de Souza

Gols: Arthur Rezende (SCZ) / Lucas Silva (CEN)

Cartões amarelos: Paulo Henrique (SCZ) / Graxa, Lucas Silva e Danilo Quipapá (CEN) 

Público: 4.035 torcedores

Deixe uma resposta