• Conheça os pontos turísticos de Paulista

Transporte público caro e de péssima qualidade

Foto: TV Petrópolis

A notícia do possível reajuste nos preços das passagens de ônibus causou indignação e revolta por parte da população que utiliza o transporte público.  A proposta do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Urbana-PE) é aumentar em 11,02% o valor cobrado. A tarifa do Anel A, utilizado por cerca de 85% dos passageiros, teria o preço alterado de R$ 3,20 para R$ 3,55.

Apesar do investimento do Estado no setor ter passado de R$ 177,7 milhões para R$ 240,5 milhões entre 2015 e 2017, os usuários seguem reprovando o servço. O principal motivo que causa a insatisfação é a qualidade do serviço não estar condizente com o preço cobrado. “Os ônibus normalmente demoram muito pra passar, e as vezes o motorista ainda passa direto. Fora o desconforto e o calor são insuportáveis” explica a administradora Inalmari Alcântara.

Atos públicos contra o aumento das passagens estão sendo marcados em diferentes pontos da Grande Recife. “Desta forma conseguimos agregar forças conscientizar as pessoas do tamanho do absurdo que é o aumento da passagem. Nós enfrentamos diariamente superlotação, a insegurança, eu mesmo fui assaltado umas 3 vezes no ônibus e os assaltantes saíram tranquilamente” lamenta o estudante de jornalismo Leonardo Soares.

Segundo dados do Grande Recife Consórcio de Transortes, dos 2723 veículos da frota, 291 possuem ar-condicionado, sendo 173 os BRTs. A previsão seria renovar 467 veículosm nas apenas 380 foram substituídos, e ainda existem 470 com mais de sete anos de uso, ou seja acima da vida útil. Outro fator incoerente, está relacionado a não contratação do seguro de responsabilidade civil por parte das operadoras de ônibus. O valor referente ao seguro foi cauculado na tarifa reajustada.

VALORES

Anel A- R$ 3,20 para R$ 3,55

Anel B- R$ 4,40 para R$ 4,90

Anel D- R$ 3,45 para R$ 3,85

Anel G- R$ 2,10 para R$ 2,35

Deixe uma resposta