Você pode ajudar: Bancos de leite materno de Pernambuco enfrentam falta de doações

Foto: G1 Pernambuco

Via G1 Pernambuco

O banco de leite do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) está com déficit de 40% do leite necessário para atender a demanda de recém-nascidos que precisam da doação.

Todos os dias são realizados entre 20 e 30 atendimentos no hospital. Para isso, a unidade de saúde precisa arrecadar cerca de 320 litros de leite por mês, mas não está atingindo a meta.

O Imip atende mães e bebês de toda a Região Metropolitana do Recife. O leite recebido como doação é encaminhado para recém-nascidos e prematuros que não conseguem amamentar direto no peito da mãe ou que a mãe não produziu leite.

Para doar é necessário realizar um cadastro presencial ou por telefone, através do contato (81) 2122.4103, e receber as orientações da equipe do hospital. O Imip conta, ainda, com o serviço de coleta à domicílio. Nesse caso, um voluntário fará o serviço de pegar o leite na casa da doadora e vai levar até o hospital.

“Você, mãe, que está amamentando o seu bebê, ligue. Você vai estar salvando vidas e, ao mesmo tempo, vai star mantendo a sua amamentação. Porque quanto mais a gente estimula a mama, mais leite vai ter”, afirma a coordenadora do Banco de Leite do Imip, Vinelde Braga.

Petrolina

O banco de leite do Hospital Dom Malan, na área central de Petrolina, no Sertão do estado, tem sofrido uma grande baixa no número de doações. O estoque dos bancos de leite materno está quase zerado no município. A unidade de saúde atende mais de 50 leitos de bebês que precisam de doação diariamente e necessita de cerca de dois litros de leite por dia para suprir a demanda.

Por conta na baixa nas doações de leite, o hospital está com dificuldades de alimentar os recém nascidos, principalmente os prematuros, que têm dificuldade de sugar o leite.

O leite passa por uma análise rigorosa e depois é pausterizado. Para doar, a mulher precisa ter excesso de leite, que seja suficiente para o seu filho e para doar, além de estar saudáveis e não estar fazendo uso de medicamentos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.