Shoppings ampliam expediente para o Dia das Mães

Os shopping serão os locais mais procurados por 45,4% dos consumidores, aponta Fecomércio-PE

Com a economia engatinhando, o Dia das Mães deste ano deve trazer um alento ao comércio. A expectativa é que a data movimente R$ 24 bilhões nos segmentos do comércio e serviços, segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). De acordo com a Federação do Comércio de Pernambuco (Fecomércio-PE), os shoppings serão os locais mais procurados por 45,4% dos consumidores que pretendem presentear as mães, num valor médio de R$ 220. Além disso, o economista da Fecomércio-PE, Rafael Ramos, revela que o brasileiro deve deixar para comprar o presente de última hora. De olho nos retardatários, vários shoppings decidiram ampliar seus horários para estimular as vendas.

O Plaza Shopping, em Casa Forte, deve ampliar o horário de funcionamento no sábado. O mall vai abrir das 9h às 22h. A expectativa do shopping para o crescimento das vendas neste período é de 8%. Entre os produtos mais procurados pelo público estão itens de calçados, roupas, joias, bijuterias e acessórios diversos. O RioMar Shopping terá as atividades das lojas expandidas até as 23h no sábado. O Shopping Guararapes aposta no Dia das Mães como uma das melhores datas do ano. Por isso, estenderá, nos dias 10 e 11 de maio, o seu horário de funcionamento das 9h às 23h.
 
O Paulista North Way Shopping funcionará de 12h às 21h no domingo do Dia das Mães. O Shopping Recife também vai funcionar em horário estendido no domingo, das 11h30 às 21h. “Nos próximos dias deve ter uma maior movimentação do comércio, que é natural da data”, justifica Rafael Ramos.

Centro

Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Recife), Cid Lobo, confirma que a partir de hoje haverá maior movimentação de consumidores nas ruas do Centro do Recife. “A data é a melhor do primeiro semestre e tem apelo muito grande”, comenta. O comércio de rua, por sua vez, não deve abrir em horário especial. “A movimentação e volume de vendas deve guiar o fechamento das lojas do Centro”, diz Lobo.

Segundo o diretor da Associação de Lojistas de Shopping de Pernambuco (Aloshop), José Ricardo Galdino, os últimos anos foram difíceis para o comércio. “Se não houver queda de faturamento já será positivo”, revela.
 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.