Serviços de saúde de Paulista devem parar por falta de combustível

Foto: domínio público
 
A secretária de saúde de Paulista, Fábia Bernart, divulgou nota afirmando que grande parte serviços de saúde do município podem ser paralisados na manhã da sexta-feira (25) caso a o abastecimento de veículos que prestam serviço à secretaria não volte à normalidade. 
 
Segundo a representante da pasta, soluções emergenciais, como caronas solidárias, estão sendo buscadas entre os funcionários para que os atendimentos em postos de saúde não parem. No momento, porém, os atendimentos já são afetados por falta de alguns funcionários que não conseguiram chegar às instituições de saúde. 
 
“Todos os serviços de saúde realizados no município através de programas como o Segue Cuidando, SAMU,  vigilância sanitária, abastecimento dos postos, Remédio em Casa, entre outros, que dependem de transporte, serão paralisados caso o abastecimento não volte à normalidade”, conclui nota. 
 
Serviços de saúde de Recife e Olinda estão mantidos
 
Apesar do “efeito dominó” que afetou abastecimento e transporte na maioria dos estados brasileiros após deflagração de greve dos caminhoneiros, realizada desde a segunda-feira (21), os serviços de saúde de Recife e Olinda devem funcionar sem alterações. 
 
Em nota, a Secretaria de Saúde, junto às secretarias municipais das cidades irmãs, afirmaram que todos os postos funcionam normalmente, sem nenhuma modificação no fornecimento de medicamentos e demais insumos. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.