Resposta ao Projeto Piloto em Paulista

Nesta ultima quinta-feira (28/03) foi anunciado pelo secretário nacional de segurança pública que a cidade de Paulista foi escolhida para implantação de um projeto piloto juntamente com o Governo do Estado e o Prefeito da cidade.

Este projeto federal visa à implantação de mais 100 agentes da força nacional para o reforço da segurança pública. De acordo com o secretário estadual de segurança publica a escolha da cidade de Paulista se deu por conta da queda dos índices de criminalidade e violência comparado ao ano anterior.

Porém sem explicitar o fato de que no ranking de violência e criminalidade a cidade de Paulista é a 4º pior atrás apenas de Recife, Jaboatão e Olinda.  

Em 2018 foram 128 vitimas de estupro, 3.710 ocorrências contra crimes contra o patrimônio, 127 vitimas de crimes violentos letais e 1.867 vitimas de violência domestica e familiar. Os principais bairros são Maranguape II, Paratibe e Nossa Sra. da Conceição. Lembrando também de outro problema social que é o contrabando de drogas.

Além de relatar os fatores para os altos índices que são a falta de educação de qualidade, saúde básica, estrutura e empregos medidas como esta na sua grande maioria são apenas preventivas precisando também de ações como qualificação do jovem e adulto, geração de empregos e projetos sociais em comunidades carentes.  Um Centro de Polo Esportivo é um projeto para ser implementado juntamente com o projeto piloto. 

Sem comparar o fato de que a cidade tem a estrutura de comporta a população de 10 anos atrás ou seja, o sistema e a estrutura do município atual é atrasado e feito para 1/3 da população que hoje tem causando assim problemas sociais como criminalização. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.