População sofre para conseguir um ônibus em Paulista

Foto: Paulista 40 graus

Via Diário de Pernambuco

População do Grande Recife amanhece com muita dificuldade para pegar coletivo e ir para o trabalho nesta sexta-feira (25), quinto dia da paralisação dos caminhoneiros em todo o país. Desde a quinta-feira, o Consórcio Grande Recife de Transportes autorizou as empresas a reduzir a frota em 50% na hora de pico, das 5h às 8h. Usuários do sistema reclamam da dificuldade para embarcar nas estações e terminais integrados.

No Terminal Pelópidas Silveira, em Paulista, a situação é mais grave. Mais de 150 pessoas lotam a estação e se espremem tentando subir nos ônibus que param para embarque. No Terminal Integrado de Joana Bezerra, na Ilha do Leite, a situação é a mesma: há ônibus circulando, mas as pessoas se queixam que não conseguem entrar pois os veículos estão lotados. Na estação Recife, Centro da cidade, e no terminal de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, que fazem conexão com o metrô, o movimento de pessoas também era intenso e os ônibus estavam lotados.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.