MULHER NA LIDERANÇA É SINÔNIMO DE LUCRO

Se a participação das mulheres fosse igual a dos homens, PIB mundial cresceria 26%

Cada vez mais as mulheres têm poder no ambiente corporativo. Estudos feitos por diversas instituições nacionais e internacionais comprovam que a participação feminina na tomada de decisões agrega lucro as instituições. A McKinsey Global Instituições, por exemplo, indica que os índices de participação das mulheres na economia fossem os mesmo dos homens, o PIB  mundial aumentaria US$ 28 milhões (26%) em 2025.

Já um estudo da Ernst Young mostra que organizações com 30% de mulheres em cargos de liderança podem adicionar até 6% às suas margens liquidas. Mas mesmo com os números favoráveis às mulheres, o mercado de trabalho ainda é majoritariamente masculino.

Segundo dados do IBGE as mulheres têm menor nível de ocupação do que os homens no Brasil: 4,5% contra 64,3%. Para coah e consultora organizacional Mariângela Shoenacker, as empresas precisas entender a importância de equalizador os gêneros dentro das empresas. “ A diversidade de gênero agrega, em média, 21% a mais de lucro nas organizações, afeta a imagem junto aos clientes e à sociedade”. Pontua também que empresas que têm mulheres em cargos executivos tendem a apresentar melhores resultados financeiras além de serem mais inovadores. No entanto, a participação feminina no topo da cadeia organizacional das empresas ainda é discreta. “As mulheres estão muito mais na base da pirâmide, depois existe uma lacuna em cargos de gerencia, então acaba que as mulheres que conseguem chegar ao topo precisam se expor mais, mostrar que são capazes, deixar claro quais seus  objetivos na empresa. Essas são as que conseguem promoções.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.