• Conheça os pontos turísticos de Paulista

Marielle presente: Um grito de alerta

Uma voz calada. A vereadora do Rio de Janeiro pelo PSOL foi assassinada na noite desta quarta-feira na cidade do Rio de Janeiro, quando voltava para casa após participar de uma reunião de mulheres negras no bairro da Lapa, no centro da cidade. A parlamentar defendida o direito da população negra, das mulheres e LGBT. Nas redes sociais, criticava constantemente a polícia e políticos. Uma das suspeitas da polícia que investiga o crime é de que Marielle tenha sido assassinada pela atividade e postura política.

Marielle denunciava os índices de violência contra os moradores de diferentes localidades do Rio de Janeiro por parte do Batalhão de Polícia Militar do Rio de Janeiro. Provocativa, lutadora e aguerrida; Marielle Franco despertou o sinal de alerta sobre diversos problemas sociais existentes em nosso país. Uma cidadã questionadora, em busca de direitos iguais e o fim das injustiças sociais. A democracia e o direito à livre expressão não foram respeitados.

Como destacou o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Marielle representa a chance de ouvirmos outras opiniões, pontos de vista e a possibilidade para que os homens e mulheres da gestão política possam evoluir enquanto administradores. A vereadora com coragem e autenticidade desafiou autoridades e mostrava as adversidades que assolam o país. Por um país com mais Marielles: que lutam, trabalham e defendem os ideias, por um país mais seguro, menos corrupto onde a justiça impere sob a corrupção dos valores sociais.

Deixe uma resposta