Mais de 140 tartarugas marinhas nascem na Praia do Janga, em Paulista

Eclosão dos ovos e o primeiro contato dos animais com a água atraíram a atenção de moradores e banhistas e foram monitorados por equipe da prefeitura.

A areia da Praia do Janga, em Paulista, no Grande Recife, foi o local de nascimento de 146 tartarugas-de-pente, na tarde do  sábado (18).

A eclosão dos ovos e o primeiro contato dos animais com a água atraíram a atenção de moradores e banhistas e foram monitorados pelo Núcleo de Sustentabilidade do município.

Segundo a Secretaria Executiva de Meio Ambiente de Paulista, esse foi o maior nascimento de tartarugas-de-pente da temporada. Contribuíram fatores como o ninho estar localizado em uma área sem rescaldo de água e com temperatura favorável, de acordo com a prefeitura. Matéria realizada pelo G1

É importantes salientar a falta de qualidade das praias e do mar na faixa costeira da cidade de Paulista, de acordo com o levantamento do jornal Folha de S. Paulo, estão improprias para o banho e portanto compreende-se que também afeta a vida marinha. É preciso revitalização e preservação através de ações governamentais e sociais para que esta região seja berço para as tartarugas mais vezes.  

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.