Liberação do 13º para aposentados do INSS e aprovação do 14º

A liberação do 13° salário para os aposentados do INSS é um dos desejos da equipe econômica. A intenção seria liberar a primeira parcela em fevereiro e a segunda em março, mas, pelo andar das coisas, isso não vai acontecer, até porque, já falaram, que antecipação deverá acontecer até agosto.

Lembrando que pelo que está programado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a primeira parcela será paga em agosto e a segunda em novembro. Sendo assim, não haveria necessidade de aprovar o 14° salário.

A antecipação do 13° salário, segundo a equipe econômica, será para diminuir o impacto da pandemia que continua assustando muito a população de maneira geral, bem como os números de contágios e óbitos pela doença.

A expectativa pelo décimo quarto salário surgiu em virtude da antecipação do décimo terceiro salário (13 salário) que ocorreu no início da pandemia do Covid-19 no ano passado.

Muitos dos aposentados e pensionistas que receberam o 13° salário antecipado, gastaram todo o valor na época e, no final do ano, não tinham a expectativa de nenhum valor extra.

Foi por isso que surgiu o Projeto de Lei nº 3.657/2020, que buscava dobrar, em 2020, o abono anual dos segurados e dependentes do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), instituindo, na prática, 14° salário em favor dos que recebem os seguintes benefícios:

· Auxílio doença;

· Auxílio acidente;

· Aposentadoria;

· Pensão por morte;

. Auxílio reclusão

· Auxílio reclusão.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil

FONTE: JORNAL CONTABIL

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.